O restauro do famoso Castelinho da rua Apa, localizado na região central de SP, está prestes a ser concluído!

O Jornal A Folha de São Paulo publicou uma matéria (leia aqui), dando detalhes sobre esse importante restauro.

Apesar de ser um edifício relativamente pequeno, o restauro do Castelinho envolveu uma extensa equipe multidisciplinar composta por arquitetos, historiadores, paisagistas, engenheiros, restauradores e operários, que a partir dos primeiros estudos do arquiteto Paulo Bastos em 2009 vem consolidando um meticuloso trabalho.

O time da Pires | Giovanetti | Guardia trabalhou com afinco desde outubro de 2015, no restauro do local mais misterioso dos últimos 80 anos. A previsão é que a casa seja reaberta em outubro deste ano, agora como sede do Clube de Mães do Brasil, entidade voltada ao amparo de crianças em situação vulnerabilidade.

pires-restauro-castelinho

Operários da Pires trabalhando no Restauro do Castelinho da rua Apa ( Joel Silva/Folhapress)

Construído em 1912, o prédio se tornou famoso por causa de um crime na década de 1930 e ficou fechado por 4 décadas, até ser invadido por moradores de rua.

A Pires encontrou um edifício em ruínas. Mas, curiosamente, este abandono de alguma forma contribuiu para conservar as características da construção, pois não houve uma grande reforma que resultasse em descaracterização. Mesmo deteriorado, tendo passado até por um incêndio, ainda resistiram vestígios e restos dos componentes do prédio, como o torreão central, esquadrias, ornamentos e detalhes dos acabamentos.

Isto permitiu trazer de novo à luz elementos originais – como pintura decorativa interna, ladrilhos hidráulicos, pisos de madeira e serralheria- o que somado aos recursos contemporâneos de novas instalações, trouxe novamente à vida este importante símbolo da cidade de São Paulo.